Morando Nos Estados Unidos: Bed Bath Beyond X T.J.Maxx


Na minha passada por Nova Iorque eu visitei a Bed Bath and Beyond, e a T.J.Maxx de Upper East Side. Dei uma comparada básica entre as duas, para artigos de casa {cozinha e banheiro}, só pra constatar o que já sabíamos: “BBB” tem tudo de bom e bonito, mas nada de barato… Apesar de ter muitos itens que você não acha em lojas como a T.J.Maxx, a Bed Bath é bem pricy. É interessante pra pegar ideias e comprar no Amazon – fica a dica!
A Bed Bath também tem aparelhos eletrônicos pra casa, como aspiradores de pó, ferro de passar, liquidificadores, e conta com vários artigos para bebês.
Outra dica: lista de presente para casamento, chá de cozinha e de bebê: eles trabalham com isso também, e é uma ótima opção pra ir de presentes “baratinhos” até os mais caros…

A T.J.Maxx, que é da mesma linha da Marshalls e Home Goods {que eu a-do-ro}, tem artigos de casa dos mais variados, e com um preço bem acessível. Com sorte, você consegue achar itens na promoção/liquidação por um valor beeeeem baixo! Eu gosto muito das toalhas de banho, de cozinha, e de tapetes para banheiro. Fora a parte de decoração que é incrível também. Mas uma vez que você vê algo que te interessa, tem que levar e pensar depois, porque as coisas vendem rápido. E caso você se arrependa, é só devolver e pegar o money de volta.

Eu fui com a Débora Mendonça {By Débora Mendonça} checar um pouco, e mostro aí no vídeo pra vocês.

Se você não consegue visualizar esse vídeo clique aqui.

Eu espero que tenham gostado do post dessa sexta! Tem sugestão? Manda aí nos cometários! 😉
E à Débora, muito obrigada por ter tirado um tempinho pra me ver e gravar comigo! 🙂

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Dicas Para Arrumar a Mala + Vídeo

luggage-1149289Eu ouço muita gente dizendo que “odeia arrumar a mala”, que “é um saco”, “a pior parte da viagem!”… Mas gente, não tem que ser assim! Se você é uma pessoa básica, aposto que é super fácil de arrumar sua mala. Se você não é uma pessoa tão básica assim, tipo eu, segue essas dicas e assiste o vídeo!

1 – Quantos dias você vai passar? Qual o clima do local? Qual o propósito da viagem?
O que vai na sua mala vai variar de acordo com temperatura, duração da viagem, e o motivo/o que você vai fazer no local.
A quantidade de roupas que você vai levar deve ser de acordo com o tempo que vai passar fora. Já vi gente saindo pra passar um fim de semana, querendo levar o guarda-roupa inteiro. Não dá, né?
Checar o clima local também é muito importante, assim você não erra e passa frio ou calor – já tive que comprar luvas e gorro de emergência por achar que o local não estaria tão frio, e estava congelante. Cheque uma semana antes, 4 dias antes, e no dia anterior da viagem.
Você vai para a praia, mas tem a possibilidade de ir à um restaurante mais requintado? Coloque um vestido e sandália legais de reserva.

2 – Faça uma lista do que precisa levar.
Eu sou suspeita pra falar de listas, pois uso o tempo inteiro, pra tudo. Quando é pra viagem, é uma boa também, assim você não esquece o que precisa.

3 – Coloque tudo na cama!
Eu coloco TUDO em cima da cama antes de arrumar a mala. Assim eu posso não só ver se estou esquecendo algo, como também ter uma ideia de espaço necessário.

4 – Lembre-se de verificar tamanho e peso permitidos!
Viajar de avião requer cuidados com a dimensão e peso das malas. Até onde sei, do Brasil é permitido levar 1 mala de até 23 quilos em voos nacionais, e duas malas de até 32 quilos em voos internacionais {nem todos os países de destino se encaixam nessa regra}.

5 – Cuidado com líquidos!
É preciso ficar atento às restrições em voos internacionais. Lembre-se que é permitido levar só até 50ml {no frasco deve ter especificado a medida – frascos que comportam mais que isso, mesmo que quase vazios, serão confiscados}, dentro de uma bolsa plástica e transparente.
Em voos dentro dos Estados Unidos, mesmo nacionais, essa regra também se aplica sem exceção.

Cheque aqui a lista de regras de acordo com as cias aéreas.

6 – Não se desespere!
Se suas coisas não estão cabendo da mala, tente uma nova estratégia de organização, ou retirar algumas peças que possam ser desnecessárias.

Eu já mudei de país 5 vezes! Não foi fácil enfiar uma vida dentro de 2 malas {uma das vezes foi em uma mala mesmo…}, mas eu consegui, desapeguei de muita coisa, e sobrevivi.
E quer saber? Com organização e sendo racional, é possível fazer a mala, e até manter a danada organizada durante a viagem.

Já que tô pegando a estrada, finalmente fiz um vídeo mostrando um pouquinho como arrumo minha mala.

Se você não consegue visualizar esse vídeo, clique aqui.

Tão importante quanto arrumar a mala, é desfazer a mesma quando voltamos pra casa, hein? É até mais fácil, né? A maioria da roupa deve ir pra trouxa de roupa suja. O resto você arruma enquanto ouve música. Só não vale procrastinar, hein? hehehe

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

DC – Onde Comer: Good Stuff Eatery

#DC (3)

Eu fui apresentada ao restaurante no verão americano de 2014, por uma amiga que também ama hangout em Georgetown {valeu, Sol!}. Depois disso, foram várias visitas ao Good Stuff Eatery, uma das burguerias mais famosos de DC.

@bellenaamerica (1)

O estabelecimento abriu suas portas a primeira vez em 2008, no bairro de Capitol Hill, e hoje conta com mais quatro franquias, sendo duas delas em DC area, uma em Chicago, e uma na Arábia Saudita {=O}. Cada uma com um menu em particular, assinado pelo chef canadense Spike Mendelsohn, que é mais conhecido pela sua participação no programa Top Chef.

IMG_6397

Eu sempre vou ao de Georgetown, que fica na M Street, bem pertinho da Georgetown Cupcakes – outro “must go/must eat” por aqui…
A burgueria bomba o ano todo! Por que será? hahahaha

IMG_6396

Dependendo do tamanho da fila, o seu pedido pode demorar um pouco pra sair. Mas vale a pena! O esquema é – escolher, pagar, e aguardar o pedido. Dessa maneira é até mais interessante, assim não precisa ficar esperando o garçom vir pegar o pedido, e depois trazer a conta, que num dia como esse da foto, poderia ser bem chato…

IMG_6399

O atendimento é de primeira, a comida também! A ideia do restaurante é trazer alimentos frescos e orgânicos, e produtos artesanais – tipo o hambúrguer feito a mão e a batata cortada a mão também, e vindos da fazenda.
O Good Stuff já saiu em grandes veículos de mídia, como The New York Times e CNN, e já recebeu a ilustre visita do atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.
O restaurante é um exemplo de empreendedorismo, de suporte a comunidade, e ainda ajuda instituições de caridade.

@bellenaamerica

Mas vamos falar do que mata a fome? O menu, como citei acima, varia de acordo com a localização. A batata realmente é uma das melhores, e o burguer... Oh la la! Eu não sou fã de hambúrgueres, mas o de lá eu simplesmente a-mo! O milk shake de morango é um dos melhores que já tomei na vida! Não é a toa que esse restaurante sempre tem fila, gente!
Vale muito a pena conferir o Good Stuff quando for dar uma passeada lá por Georgetown ou no Capital Hill!
E só pra fechar… Esse post NÃO é publi! Eu gosto do lugar mesmo!

Para mais informações, acessa o site da burgueria. 😉

Espero que tenham gostado da dica de hoje, e que não tenha aumentado a fome de vocês! hihi

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

DC: Jazz In The Garden – Sculpture Garden National Gallery Of Art

#DC

O verão é uma coisa muito esperada por aqui {por que será? haha}, e quando ele chega, geralmente as cidades oferecem opções de lazer com músicas, jogos, e até cinema ao ar livre!

Em DC tem muito pra se ver e fazer o ano todo. O Jardim de Esculturas é um dos vários lugares para se visitar, jogar conversa fora, ou ler um livro. No verão, o jardim recebe um  evento especial – o Jazz In The Garden. Show com bandas de Jazz, gratuito, toda sexta-feira! Né legal? E é isso que estou vindo mostrar hoje pra você!


Se não consegue visualizar o vídeo, clique aqui.

Para mais informações, é só acessar o site do Garden.
Endereço: O Jardim tem 6 entradas, mas ele fica bem perto da estação Archives {linha verde/amarela}.

Curtiu o post de hoje? Quer ver mais da capital americana por aqui? Tem sugestão? Deixa aí no  comentário! 😉

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Morando Nos Estados Unidos: Montando Sua Casa – IKEA

IMG_7931Mais uma opção pra quem quer montar uma casa aqui {ou no Brasil mesmo}, é a IKEA.
Minha relação com a loja é meio que de amor e ódio – no momento que você chega lá em baixo pra pegar os móveis, você já tá cansado de ter se perdido, mas tá valendo.

A loja tem opções de móveis, decoração, e cama, mesa e banho, com preços bem acessíveis! Dá pra montar uma casa legal com orçamento baixo sim! E dá até pra achar alguns itens para levar pro Brasil e decorar a casa por aí também!
A qualidade das peças e dos móveis não é das melhores, né? Mas dá pro gasto e, se cuidar, dura bastante.
Vem invadir a loja comigo!

Se você não consegue visualizar esse vídeo, clique aqui.

Esse é o terceiro post já dessa série sobre montar sua casa, também postei sobre o Craigslist, e sobre a Dollar Tree. 😉

Se gostou desse post, não deixa de comentar! E se quiser, deixa aí o que você gostaria de ver por aqui!

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

DC: Tour Rapidão pela Capital dos Estados Unidos

#DC (1)

Semana passado eu fui dar um giro pelo National Mall – que eu vulgarmente chamo de uma “área enorme que você não deveria andar em um dia”, que vai desde o Lincoln Memorial até o United States Capitol – 46 minutinhos andando {indo direto de uma ponta a outra}, o que não é nem tanto assim, vai!
Mas aí você vai querer ver os monumentos e museus no caminho, certo?
Tem o Memorial da Segunda Guerra Mundial, a Casa Branca, os museus mais visitados – Air & Space e o de História Natural, dentre outros. Já chegando no Capitólio também tem o jardim botânico.
Isso tudo aí deve levar uns 2 dias do seu roteiro. Fora tudo mais que dá pra se ver enquanto você está de visita por aqui! E vale salientar que a maioria das atrações são gratuitas! 😉

Se não consegue visualizar o vídeo, clique aqui.

Prepara que semana que vem tem mais post mostrando DC! ❤

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Morando Nos Estados Unidos – Montando Sua Casa Com Ajuda da Dollar Tree

44CC008A-E6EB-42CB-BCA3-621686261DEB
Semana passada postei aqui e no canal sobre a facilidade de montar uma casa nos Estados Unidos. Falei de duas maneiras para você gastar pouco ou quase nada – confira aqui. Hoje venho falar da minha loja queridinha opa uma das que é a Dollar Tree! Nessa loja TU-DO é $1 ou menos. Tem desde material escolar até utensílios de cozinha, e comida {isso aí eu não toparia comprar lá não…}.

Se você não está conseguindo visualizar o vídeo, clique aqui.

Fica a dica então tanto pata quem chegou a pouco, pensa em vir morar por aqui, ou até mesmo pra quem está de passagem para comprar e levar pro Brasil {se for levar daqui pra lá, não esqueça de levar a nota para apresentar na alfândega e deixar eles de queixo caído com o valor! kkkkkkk’}.

IMG_7927

Eu vou fazer um vlog só mostrando a quantidade de coisa que tenho aqui em casa que veio da Dollar Tree ou das outras fontes que apresentei {e vou apresentar} à vocês aqui no blog!

Se você gostou desse tipo de vídeo/post, e quer ver mais ou tem sugestões, pode deixar aí nos comentários.

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Road Trip – Epi 06: Nashville

Episode 01 (1)

E aqui está o último capítulo da #RoadTrip – mas calma! Já já tô postando a próxima, dessa vez para Maine. Feliz de estar fechando os estados da Costa Leste dos Estados Unidos! Yay! #VaiTerViagemSim #VaiTerRoadTripDeNovoSim

Para fechar então, estou trazendo um pouco de Nashville, também no Tennessee. A última parada de verdade foi Kentucky e West Virginia na volta, mas não contei como episódios porque foi bem rápido. Tem um pouquinho do caminho de volta no vídeo, incluindo uma casa sendo transportada num caminhão…

FullSizeRender
Country Music Hall of Fame and Museum

Para constar, ficamos no Sleep Inn. Hotel “de beira de estrada” que você vai achar em todo canto por aqui, e que eu recomendo.
End.: 3200 Dickerson Pike, Nashville, TN.

Nashville é a cidade onde os astros do Country Music começam, então já dá pra sacar daí que Tennessee é um estado bem ligado à música, né?!
Nossa primeira parada foi no Ryman Auditorium. O auditório, que tem capacidade para 2362 pessoas sentadas, é um patrimônio histórico nacional. Começou a ser construído ainda no século 19, com a intenção de ser uma igreja, na verdade. Mas também era alugado para eventos, e acabou virando um local para entretenimento. Ficou famoso a partir dos anos 20 como a casa do “Grand Ole Opry“, que era um programa de rádio, e mais tarde se tornou um programa de Tv, e recebia estrelas da música country.
O auditório passou por momentos difíceis, mas foi renovado em 1991, e hoje ainda recebe grandes nomes do country nacional.
O Ryman fica na 116 5th Ave N, Nashville TN – para mais informação, é só clicar aqui.

@bellenaamerica (15)

Segunda parada: Johnny Cash Museum.
O museu é relativamente novo, foi aberto em 2013 em homenagem a um dos grandes nomes da música country dos anos 50. Johnny Cash nasceu em Arkansas, e se mudou para Memphis em 1954, onde começou sua carreira no Sun studio {que já apareceu aqui também no episódio anterior}. No final dos anos 60 ele foi estrela de um programa de Tv, que era filmado no Ryman, em Nashville.
O museu conta com um grande acervo de instrumentos, roupas, até objetos de decoração {antiguidades} da casa do cantor. Pequeno, mas com muito pra ser ver. Com certeza uma parada obrigatória para quem é fã do cantor ou da história da música.
O museu fica na 119 3rd Ave S, Nashville TN – mais info aqui.

@bellenaamerica (16)

Também fomos ao Country Music Hall of Fame and Museum, um local que dá pra ir com a família toda. Tem muitos jogos interativos para divertir crianças e adolescentes, e conta com exposições de artistas do passado, e também da atualidade {como a Taylor Swift e Keith Urban}. É um dos maiores museus e centros de pesquisa dedicados à música americana. Se fosse pra escolher um dos três museus que visitei, com certeza escolheria esse por ter um acervo bem extenso, e também atual, e pela interatividade.
O museu fica na 222 5th Ave S, Nashville TN – mais info aqui.

@bellenaamerica (17)

Claro que também fomos à um BBQ! O Peg Leg Porker!

@bellenaamerica (18)

Pra fechar Nashville, fomos apreciar música. A cidade recebe artistas de todo lugar – muitos músicos ganham o pão fazendo participações em gravações para artistas solos. Nashville é a cidade das oportunidades para músicos, e foi isso que chamou a atenção do marido e nos levou pra lá {e provavelmente, vai nos levar novamente ainda esse ano}.

Se não consegue visualizar o vídeo, clique aqui.

O vídeo tem mais foto. Não sei o que aconteceu com meu material de vídeo… :/
Mas espero que vocês tenham gostado!
Obrigada ao Ben por mais uma vez estar me ajudando com os posts da viagem! ❤

Mal posso esperar pra viajar de novo em 3 semanas! #RoadTripNumber3

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

5 Motivos Para Viajar de Carro Nos Estados Unidos

road-trip-1044982_1920

Como muitos de vocês sabem, eu sou adepta da road trip. Sem contar Nova York que vou pelo menos três vezes no ano, e sempre de carro {tipo umas 5 horas de viagem}, eu já fiz 2 road trips para o Sul dos Estados Unidos. E em menos de um mês estarei pegando a estrada novamente, só que dessa vez, para o Norte do país.

Viajar e conhecer lugares diferentes já me fascinava quando eu nunca tinha saído nem do meu estado no Brasil. Depois que cheguei aqui, viajei sozinha para NY e Massachussetts duas vezes em 15 meses. Quando voltei a morar nos Estados Unidos, acabei convencendo meu, na época namorado, a ir até a Flórida e voltar numa viagem louca de menos de uma semana. Um ano depois, já casados, estávamos indo para a nossa segunda road trip, dessa vez passando por Alabama, Lousiana, e Tennessee, também em uma semana. Mal posso esperar pela terceira com destino à Maine, último estado do nordeste dos Estados Unidos.

Mas se você está curioso, e quer saber o porquê que eu gostei tanto de pegar a estrada, saca só esses cinco motivos que vou te dar agora, e que irão fazer você querer experimentar viajar assim também!

1. Passar por vários lugares em uma só viagem!
Se você está indo de carro para um destino, você poderá parar no meio do caminho para conhecer outras cidades, e pode até mudar um pouco a rota e visitar aquele museu ou praia que você viu naquele filme… Quem faz o roteiro é você. Dependendo da disponibilidade de tempo que você tenha, pode até parar em várias cidades {como a gente faz}. De avião não dá pra fazer isso não, colega.

2. Economizar em hotéis.
Se você desapegou do tempo e vai parar em cidades diferentes no meio do caminho, você pode pegar hotéis de “beira de estrada” que são mais baratos e não são motéis – são hotéis de 2 ou 3 estrelinhas mais que agradável para você passar a noite. Afinal, você não tá nessa pra dormir e ficar dentro do quarto, e sim pra explorar os arredores, não é mesmo?

3. Ouvir música!
Prepare o playlist! No carro você pode ouvir música alta, podcast, cantar, ou simplesmente ter um papo cabeça no meio da estrada. Ou jogar um jogo do tipo “só perguntas” pra descontrair. Não tem problema! Você e quem mais estiver junto não vai tá incomodando ninguém, a não ser a vocês mesmos. haha

4. Segurança e ótimas estradas.
Claro que você não vai parar num posto de gasolina no meio do nada, no meio da noite, sendo mulher {ou mesmo homem} sozinha! Não estou falando que não tem que prestar atenção onde se mete, pois esse país é enorme e tem sim áreas bem toscas e nada seguras… Mas no geral, de boa viajar só também! Mas fica atento!
Outra coisa são as estradas que são bem pavimentadas, o que torna dirigir mais agradável.

5. Check-in? O que é isso?
Por último, fugir do check-in {praticamente obrigatório aqui} e poder parar pra comer onde você bem entender… não tem preço! Adoro fazer duas malas, jogar três pares de sapato no carro, colocar um cooler com comida dentro, e me danar por dias nesse mundo!

Para que sua viagem seja legal, é importante saber planejar bem, calcular distâncias, rota, etc. Pelo menos isso. E aí, saber onde vai ficar e reservar os hotéis também é uma boa, mas se quiser um pouco de adrenalina, também vale ir na doida e decidir no caminho.
Eu explico mais sobre como planejar uma road trip aqui.
Se quiser saber como foram nossas viagens, clica aqui.

Se o tipo de viagem que você curte é mais pra relaxar, eu aconselho pegar mais leve no roteiro… Viajar de carro, e nesse pique, cansa muito! É uma aventura, mas que se você é apaixonado por conhecer lugares novos {e não só fazer turismo}, tem uma lista pela frente e sabe que o relógio tá correndo, vale muito a pena! E ainda pode sair o mesmo preço de pegar um avião. Então fica a dica! 😉

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Road Trip Day 7 – Memphis

Episode 01

Depois de mais de três meses, eis que o episódio 05, onde mostro um pouco de Memphis, está finalmente no ar!
Eu confesso que fiquei um pouco frustrada comigo mesma ao editar o vídeo, pois eu esqueci não apenas de fechar o vlog, mas também de iniciar. Ou seja, se ver minha cara e ouvir minha voz era exatamente o que você não queria, pode assistir ao vídeo sem medo! kkkkkkkk – já pra galera que curte me ver por aqui, estou melhorando! {e os vídeos da Califórnia provam isso!}

Mas vamos ao que interessa… Demos uma passada em Jackson, Mississippi no caminho para Memphis. Demos uma paradinha de leve no Capitol da cidade, e também num restaurante super agradável chamado The Manship Wood Fired pra matar a fome {visitamos só restaurantes locais nessa viagem, pra apreciar o business e cozinha tb!}.

O hotel que ficamos, na verdade, ainda era em Mississippi, só que bem perto de Tennessee, há uns 15 minutos de Downtown Memphis. O hotel foi o Magnolia Inn And Suites – não curti muito não… Achei meio “motel vibes“, meio estranho… Mas foi barato, era perto, e a gente sobreviveu! lol

Pra quem não sabe, o Rock N Roll nasceu em Memphis, no Tennessee, lá no famoso Sun Studio que eu fui visitar também, mas a primeira parada foi na 3734 Elvis Presley Blvd – onde fica a Graceland! Claro que esse local não ficaria de fora da visita, mas só passamos na frente, tá? A entrada no museu do Elvis, e na mansão eram meio carinhas… Mas posso dizer #eufui #eutava no portão dele, ok?!

@bellenaamerica (6)

De lá #partiu Sun Studio – onde foi tirada a famosa foto do “quarteto de um milhão de dólares” {million dollar quartet}, numa sessão de ensaio com as 4 maiores estrelas da música naquela época {1956}. Lá foi gravado o primeiro Rock N Roll, e também o primeiro disco do Elvis Presley.

IMG_7423
O famoso quarteto: Jerry Lee Lewis, Carl Perkins, Elvis Presley e Johnny Cash – foto tirada em 4 de Dezembro de 1956

O passeio começa no primeiro piso do Studio/Museu, já na cafeteria/shop. Muita coisa original da década de 50 {o Studio foi inaugurado em 1950}, incluindo LPs de artistas da época. Dá pra apreciar o salão enquanto não chega a hora de entrar para o tour.

@bellenaamerica (7)

Durante o tour, o guia te leva primeiro no piso de cima pra mostrar a parte de exibição do maquinário do estúdio de gravação, instrumentos, roupas, e acessórios – tudo hoje faz parte do museu. Ela contou a história de uma maneira muito divertida, e com trilha musical.

@bellenaamerica (8)

De lá a gente desce pro estúdio em si, que também manteve piso, paredes e teto originais da época. Lá tem mais instrumentos, fotos originais dos grandes reis da música na época, assim como o primeiro microfone do grande rei do Rock: Elvis Presley!

@bellenaamerica (9)

Esse museu foi um dos melhores da viagem inteira! Vale muito a pena, especialmente porque custou só $12! É um passeio pra quem curte música e história!
O Sun Studio fica na 706 Union Ave, Memphis, TN – mais info aqui.

De lá partimos para o Rock N Soul Museum. Muita coisa pra ser ver, infelizmente não era permitido filmar {apesar de que ainda dei umas filmadas clandestinas}, mas foi possível tirar fotos! Muitas fotos porque, como falei aí acima, muita coisa pra ser ver!

@bellenaamerica (10)

O museu retrata a história do Rock e Soul Music, mas também relata um pouco da história dos Estados Unidos. Uma das primeiras exibições que vi assim que entrei foi referente aos escravos nas plantações. Quando se trata de história e história da música, especificamente no Sul do país, onde o preconceito era mais pertinente, não tem como deixar de falar de todo o processo da abolição até a guerra civil, que não necessariamente terminou em 1860s, os problemas perduraram até 1960s {ou até o presente}. É uma coisa muito complexa… Mas a música teve um papel muito importante naquilo tudo, naquela época, digamos assim.

@bellenaamerica (11)

@bellenaamerica (12)

O Rock N Soul Museum fica na 191 Beale St, Memphis, TN. Mais info aqui.

Antes de visitar o último museu do nosso roteiro, paramos pra comer no Blue City Café, lá na principal de Memphis – que tem um Hard Rock Cafe Memphis bem do outro lado da rua.

A última parada então foi no Stax Museum Of American Soul – onde ficava a gravadora Stax na década de 60. Era conhecido como uma das maiores gravadoras de Soul do Sul dos Estados Unidos. Alguns dos grandes artistas que gravaram pela Stax foram Otis Redding, Booker T. e os MG’s, e Isaac Hayes.

@bellenaamerica (13)

O museu ficou conhecido também por não fazer distinção de cor, brancos e negros tinham o mesmo valor e tocavam juntos. É difícil não tocar nesse assunto, ainda mais se tratando do Sul, e naquela época. Mas mais uma vez, o assunto é complexo e extenso.

@bellenaamerica (14)

No final dos anos 70 o Stax parou de operar como gravadora, e só em 2003 eles reabriram as suas portas como museu, que fica na 910 E McLemore Ave, Memphis, TN. Mais info aqui.

Se não consegue visualizar o vídeo, clique aqui.

Como dá pra ver, muita história e música em Memphis. Com certeza uma cidade que vale a pena visitar se você não está procurando apenas mais um destino turistíco. Nashville, outra cidade que faz parte da história da música, e fica no Tennessee, fica há 4 horas de Memphis, e é o próximo episódio e último dessa #RoadTrip.

Obrigada ao Ben {marido} por me ajudar com o post de hoje! Thanks, babe! ❤

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.