5 Motivos Para Viajar de Carro Nos Estados Unidos

road-trip-1044982_1920

Como muitos de vocês sabem, eu sou adepta da road trip. Sem contar Nova York que vou pelo menos três vezes no ano, e sempre de carro {tipo umas 5 horas de viagem}, eu já fiz 2 road trips para o Sul dos Estados Unidos. E em menos de um mês estarei pegando a estrada novamente, só que dessa vez, para o Norte do país.

Viajar e conhecer lugares diferentes já me fascinava quando eu nunca tinha saído nem do meu estado no Brasil. Depois que cheguei aqui, viajei sozinha para NY e Massachussetts duas vezes em 15 meses. Quando voltei a morar nos Estados Unidos, acabei convencendo meu, na época namorado, a ir até a Flórida e voltar numa viagem louca de menos de uma semana. Um ano depois, já casados, estávamos indo para a nossa segunda road trip, dessa vez passando por Alabama, Lousiana, e Tennessee, também em uma semana. Mal posso esperar pela terceira com destino à Maine, último estado do nordeste dos Estados Unidos.

Mas se você está curioso, e quer saber o porquê que eu gostei tanto de pegar a estrada, saca só esses cinco motivos que vou te dar agora, e que irão fazer você querer experimentar viajar assim também!

1. Passar por vários lugares em uma só viagem!
Se você está indo de carro para um destino, você poderá parar no meio do caminho para conhecer outras cidades, e pode até mudar um pouco a rota e visitar aquele museu ou praia que você viu naquele filme… Quem faz o roteiro é você. Dependendo da disponibilidade de tempo que você tenha, pode até parar em várias cidades {como a gente faz}. De avião não dá pra fazer isso não, colega.

2. Economizar em hotéis.
Se você desapegou do tempo e vai parar em cidades diferentes no meio do caminho, você pode pegar hotéis de “beira de estrada” que são mais baratos e não são motéis – são hotéis de 2 ou 3 estrelinhas mais que agradável para você passar a noite. Afinal, você não tá nessa pra dormir e ficar dentro do quarto, e sim pra explorar os arredores, não é mesmo?

3. Ouvir música!
Prepare o playlist! No carro você pode ouvir música alta, podcast, cantar, ou simplesmente ter um papo cabeça no meio da estrada. Ou jogar um jogo do tipo “só perguntas” pra descontrair. Não tem problema! Você e quem mais estiver junto não vai tá incomodando ninguém, a não ser a vocês mesmos. haha

4. Segurança e ótimas estradas.
Claro que você não vai parar num posto de gasolina no meio do nada, no meio da noite, sendo mulher {ou mesmo homem} sozinha! Não estou falando que não tem que prestar atenção onde se mete, pois esse país é enorme e tem sim áreas bem toscas e nada seguras… Mas no geral, de boa viajar só também! Mas fica atento!
Outra coisa são as estradas que são bem pavimentadas, o que torna dirigir mais agradável.

5. Check-in? O que é isso?
Por último, fugir do check-in {praticamente obrigatório aqui} e poder parar pra comer onde você bem entender… não tem preço! Adoro fazer duas malas, jogar três pares de sapato no carro, colocar um cooler com comida dentro, e me danar por dias nesse mundo!

Para que sua viagem seja legal, é importante saber planejar bem, calcular distâncias, rota, etc. Pelo menos isso. E aí, saber onde vai ficar e reservar os hotéis também é uma boa, mas se quiser um pouco de adrenalina, também vale ir na doida e decidir no caminho.
Eu explico mais sobre como planejar uma road trip aqui.
Se quiser saber como foram nossas viagens, clica aqui.

Se o tipo de viagem que você curte é mais pra relaxar, eu aconselho pegar mais leve no roteiro… Viajar de carro, e nesse pique, cansa muito! É uma aventura, mas que se você é apaixonado por conhecer lugares novos {e não só fazer turismo}, tem uma lista pela frente e sabe que o relógio tá correndo, vale muito a pena! E ainda pode sair o mesmo preço de pegar um avião. Então fica a dica! 😉

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog, no canal do Youtube, e curtir a página do face pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Anúncios

Road Trip Day 7 – Memphis

Episode 01

Depois de mais de três meses, eis que o episódio 05, onde mostro um pouco de Memphis, está finalmente no ar!
Eu confesso que fiquei um pouco frustrada comigo mesma ao editar o vídeo, pois eu esqueci não apenas de fechar o vlog, mas também de iniciar. Ou seja, se ver minha cara e ouvir minha voz era exatamente o que você não queria, pode assistir ao vídeo sem medo! kkkkkkkk – já pra galera que curte me ver por aqui, estou melhorando! {e os vídeos da Califórnia provam isso!}

Mas vamos ao que interessa… Demos uma passada em Jackson, Mississippi no caminho para Memphis. Demos uma paradinha de leve no Capitol da cidade, e também num restaurante super agradável chamado The Manship Wood Fired pra matar a fome {visitamos só restaurantes locais nessa viagem, pra apreciar o business e cozinha tb!}.

O hotel que ficamos, na verdade, ainda era em Mississippi, só que bem perto de Tennessee, há uns 15 minutos de Downtown Memphis. O hotel foi o Magnolia Inn And Suites – não curti muito não… Achei meio “motel vibes“, meio estranho… Mas foi barato, era perto, e a gente sobreviveu! lol

Pra quem não sabe, o Rock N Roll nasceu em Memphis, no Tennessee, lá no famoso Sun Studio que eu fui visitar também, mas a primeira parada foi na 3734 Elvis Presley Blvd – onde fica a Graceland! Claro que esse local não ficaria de fora da visita, mas só passamos na frente, tá? A entrada no museu do Elvis, e na mansão eram meio carinhas… Mas posso dizer #eufui #eutava no portão dele, ok?!

@bellenaamerica (6)

De lá #partiu Sun Studio – onde foi tirada a famosa foto do “quarteto de um milhão de dólares” {million dollar quartet}, numa sessão de ensaio com as 4 maiores estrelas da música naquela época {1956}. Lá foi gravado o primeiro Rock N Roll, e também o primeiro disco do Elvis Presley.

IMG_7423
O famoso quarteto: Jerry Lee Lewis, Carl Perkins, Elvis Presley e Johnny Cash – foto tirada em 4 de Dezembro de 1956

O passeio começa no primeiro piso do Studio/Museu, já na cafeteria/shop. Muita coisa original da década de 50 {o Studio foi inaugurado em 1950}, incluindo LPs de artistas da época. Dá pra apreciar o salão enquanto não chega a hora de entrar para o tour.

@bellenaamerica (7)

Durante o tour, o guia te leva primeiro no piso de cima pra mostrar a parte de exibição do maquinário do estúdio de gravação, instrumentos, roupas, e acessórios – tudo hoje faz parte do museu. Ela contou a história de uma maneira muito divertida, e com trilha musical.

@bellenaamerica (8)

De lá a gente desce pro estúdio em si, que também manteve piso, paredes e teto originais da época. Lá tem mais instrumentos, fotos originais dos grandes reis da música na época, assim como o primeiro microfone do grande rei do Rock: Elvis Presley!

@bellenaamerica (9)

Esse museu foi um dos melhores da viagem inteira! Vale muito a pena, especialmente porque custou só $12! É um passeio pra quem curte música e história!
O Sun Studio fica na 706 Union Ave, Memphis, TN – mais info aqui.

De lá partimos para o Rock N Soul Museum. Muita coisa pra ser ver, infelizmente não era permitido filmar {apesar de que ainda dei umas filmadas clandestinas}, mas foi possível tirar fotos! Muitas fotos porque, como falei aí acima, muita coisa pra ser ver!

@bellenaamerica (10)

O museu retrata a história do Rock e Soul Music, mas também relata um pouco da história dos Estados Unidos. Uma das primeiras exibições que vi assim que entrei foi referente aos escravos nas plantações. Quando se trata de história e história da música, especificamente no Sul do país, onde o preconceito era mais pertinente, não tem como deixar de falar de todo o processo da abolição até a guerra civil, que não necessariamente terminou em 1860s, os problemas perduraram até 1960s {ou até o presente}. É uma coisa muito complexa… Mas a música teve um papel muito importante naquilo tudo, naquela época, digamos assim.

@bellenaamerica (11)

@bellenaamerica (12)

O Rock N Soul Museum fica na 191 Beale St, Memphis, TN. Mais info aqui.

Antes de visitar o último museu do nosso roteiro, paramos pra comer no Blue City Café, lá na principal de Memphis – que tem um Hard Rock Cafe Memphis bem do outro lado da rua.

A última parada então foi no Stax Museum Of American Soul – onde ficava a gravadora Stax na década de 60. Era conhecido como uma das maiores gravadoras de Soul do Sul dos Estados Unidos. Alguns dos grandes artistas que gravaram pela Stax foram Otis Redding, Booker T. e os MG’s, e Isaac Hayes.

@bellenaamerica (13)

O museu ficou conhecido também por não fazer distinção de cor, brancos e negros tinham o mesmo valor e tocavam juntos. É difícil não tocar nesse assunto, ainda mais se tratando do Sul, e naquela época. Mas mais uma vez, o assunto é complexo e extenso.

@bellenaamerica (14)

No final dos anos 70 o Stax parou de operar como gravadora, e só em 2003 eles reabriram as suas portas como museu, que fica na 910 E McLemore Ave, Memphis, TN. Mais info aqui.

Se não consegue visualizar o vídeo, clique aqui.

Como dá pra ver, muita história e música em Memphis. Com certeza uma cidade que vale a pena visitar se você não está procurando apenas mais um destino turistíco. Nashville, outra cidade que faz parte da história da música, e fica no Tennessee, fica há 4 horas de Memphis, e é o próximo episódio e último dessa #RoadTrip.

Obrigada ao Ben {marido} por me ajudar com o post de hoje! Thanks, babe! ❤

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do blog #BelleNaAmérica.
Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

———> Já conhece o #ProjetoEntrandoNoEixo? Clica aqui! 

Xo,
Belle Azevedo.

Road Trip – Vegas, Baby

Sim! #eufui #eutava em VEGAS!
Foi um bate e volta muito louco, mas deu tudo certo e adorei conhecer um pouco da cidade badaladíssima!

Saímos de Los Angeles {Califórnia} ainda pela manhã, porém não tão cedo, e demos umas paradas no caminho pra usar banheiro, comer, abastecer, e tirar fotos {claro}. A estrada acaba tornando-se agradável com as montanhas e cenário de deserto.

IMG_4744

São 4 horas e meia de viagem, mas eu recomendaria contar como 6 horas por conta das paradas. Lembre de encher o tanque do carro ainda na cidade, quando chega na parte de estrada, no deserto, as coisas começam a ficar mais distantes, e em certo ponto fica longe de um posto pro outro. Você não quer correr o risco de ficar sem gasolina no meio da rua, né?!

Chegamos em Vegas mais de 4 da tarde, e pegamos um temporal quando paramos o carro para tirar foto no Vegas Sign {foto lá de cima}. Foi quase uma hora perdida esperando a chuva {que chuva!} passar. Mas conseguimos, e de lá partimos pro Hooters Casino Hotel, onde paramos o carro {de graça} e jantamos.
E aí? Usar as canelas e andar pra cima e pra baixo nas ruas principais!

IMG_4746

Eles tem umas cidades cenográficas {acho que posso chamar assim} tipo essa com New York de plástico {sério! kkkkk}.

IMG_4748

Esse prédio me fez sentir na Rússia de verdade. Mesmo sem nem nunca ter ido lá…

IMG_4747

A cidade é cheia de luzes, glamour e pecado – não é à toa que dizem aquela frase “What happens in Vegas, stays in Vegas” ou “O que acontece em Vegas, permanece em Vegas“.
Acho que a maioria das pessoas que visitam, vão em busca de diversão, baladas e uns bons drinks. No meu caso, senhora casada, recatada e do lar fui só pra conhecer e levar vocês mesmo. #santa

IMG_4749

Não entrei no Hard Rock de Vegas, mas olhe, passe na frente, e vi que essa guitarra aí é mágica – reparem no vídeo, ok? Se não  entender, volta até sacar, blz? [rindo horrores. sorry]

IMG_4750

E o nosso passeio turístico terminou onde? Nele: Bellagio.
Passamos quase 1 HORA esperando a tal das águas, mas valeu a pena. Nessa noite eles tinham uma apresentação especial, e vou postar o vídeo só com isso lá no face, ok? Aproveita e curte a página. 😉

Mas parei de enrolação. Segue o vídeo do #vlog

Se você está visitando Los Angeles por alguns dias, vale a pena alugar um carro e passar um fim de semana em Vegas. Com menos de 50 Obamas você vai e volta, e hotel lá {tipo o Hooters} não é caro não – dá pra pegar uma noite por $70 em média. Se você vai com mais gente, o negócio, além de ficar mais divertido, fica mais barato. 😉
Mas olhe, vá. Vá nem que seja nesse bate e volta, que você não vai se arrepender.

Se curtiu, não esquece de dar um like no post. Também pode deixar sua opinião, dúvida, ou sugestão nos comentários.

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

Tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Savannah, Georgia -Uma Cidade Histórica e Charmosa

Savannah é a cidade mais antiga no estado da Georgia, e uma das mais belas do país {segundo pesquisa, e segundo minha opinião também haha}. Cheia de história, a cidade, por ser portuária, serviu de ponto estratégico na Revolução Americana e na Guerra Civil. Hoje, é conhecida por sua arquitetura e cena artística. Lá fica localizada uma escola de arte e design bastante popular, e por isso, é rodeada de teatros, cinema, exibições de arte, e esculturas.

Photo Apr 21, 8 28 30 PM.png

Visitamos Downtown Historic Savannah, e fomos:

Passamos na Savannah College Of Art And Design, porque o prédio e os arredores chamam bastante a atenção. Os alunos usam a cidade e a escola para expor seus projetos, então tem arte e todo lugar.
Localização: 342 Bull St, Savannah, GA 31402

Photo Apr 21, 8 29 02 PM

Ships Of The Sea Maritime Museum
Não entramos porque é pago {$9}, e tínhamos pouco tempo – não valia a pena. Mas demos uma volta no jardim, e aproveitamos pra tirar umas fotos rapidão. O museu conta a história dos navios, e mostra modelos e como foram construídos.
Localização: 41 Martin Luther King, Jr., Boulevard

IMG_4684

De lá fomos andando em direção da River Street, que é a rua que fica na beira do Savannah River{que é quase na Carolina do Sul já}. A trilha exata infelizmente não tomamos nota – my bad, mas seguimos mais ou menos o GPS. No caminho demos umas paradinhas…

IMG_4685
Paguei de modelete pro Ben

Na River Street você encontra restaurantes, cafés, shops, e uma vista esplendorosa!

IMG_4694
Waterfront
IMG_4695
Waterfront
IMG_4693
Quer dar um passeio de Balsa? Pode também!
IMG_4691
Waterfront
IMG_4692
World War II Memorial 
IMG_4690
Capitol na esquerda, um hotel mal-assombrado na direita.
IMG_4689
River Street
IMG_4688
Muita coisa interessante! Impossível não parar…
IMG_4687
Digamos que um Mercado Público. Muito perigoso pra quem gosta de lembrancinhas e artesanato!

 

Na volta, fizemos um roteiro meio que pelas praças {Squares}, e aí pudemos contemplar as ruas e os váários prédios antigos. Também passamos por dentro de um dos cemitérios da cidade, por dentro de jardins, e até de um parquinho – que claro, eu e minha idade mental paramos pra tirar fotos – me julguem!

IMG_4686

A cidade, como já mencionei acima, é linda, e esbanja história e arte. Deu pra perceber pelas fotos?
É um destino incomum, que vale a pena colocar no roteiro caso você esteja em Atlanta e tenha um dia sobrando na sua agenda – a distância de carro é de quase 4 horas, então até da pra ir e voltar no mesmo dia. Se mora nos Estados Unidos, vale a pena simplesmente tirar um fim de semana e ir visitar. Paramos por lá na volta de uma road trip que fizemos para Flórida, e passamos a manhã na cidade {mais ou menos 4 horas}. Essa é outra ideia! Se você curte viajar de carro, dá pra fazer uma rota legal e incluir Savannah.
Fomos no início de fevereiro e pegamos um friozinho com uma sensação térmica bem abaixo da temperatura marcada, então fica a dica. Acho que por conta da cidade ser na beira do rio, o vento fica um pouco mais gelado… Não sei! Mas leve um casaco e touca se for na época de frio. E se for na época  de calor, mande suas fotos para me matar de inveja!

Curtiu o post? O de hoje teve a participação do marido não apenas nas fotos, mas na pesquisa dos locais também!

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Road Trip – New Orleans {NOLA} – Part II

Episode 01
Olá, minha gente! Tô aqui pra falar um pouco mais de NOLA!
> Se você perdeu a parte I sobre New Orleans, vamos começar por aqui.

Nesse vídeo {que pra variar, eu mal falo e quase não apareço kkkkk} tô mostrando um pouco mais do desfile/parada que rolou com os times do Sugar Bowl {evento de Futebol Americano que acontece em New Orleans}, e motivo principal pelo qual a cidade estava lo-ta-da. Também tem um pouquinho da virada, um pouco de Jazz, e um pouco da Bourbon St e arredores + fashionismo.

Agora quero deixar aqui 5 dicas sobre a cidade:

  • Culinária: provar o Jambalaya, o camarão do Golfo do México, e o famoso Beignet {um doce que não provei, e todo mundo reclamou haha}. Se você não curte comida apimentada, muita calma! A maioria dos pratos são calientes, e antes de pedir, é bom perguntar “Is it spicy at all? ‘Cause I don’t do spicy food” – que significa “Tem alguma pimenta nisso? Não como pimenta”. Essa é a minha sina nesses estaduzunidos
  • French Quarter: esse é o lugar que você deve se hospedar. A cidade não é tão segura {sim, nos Estados Unidos você não está seguro em todo lugar. New Orleans é um deles}. Então certifique-se de que seu hotel é dentro dessa área designada como French Quarter, e lá você vai se divertir, comer, beber, e andar pra cima e pra baixo;
  • Os Shops: Minha gente! Entrem nas lojinhas de lembranças, e divirtam-se! Tem de tudo lá, difícil é escolher o que levar! Mas entrar e sorrir é free, então…
  • Música: o que não faltam são locais – gratuitos ou não – pra você ouvir um bom jazz & blues. Mas quando eu digo bom, é bom mesmo! O jazz nasceu na cidade, e o pessoal lá tem muito orgulho disso. Música tá em tudo quanto é canto em New Orleans, acho que por isso amei ter visitado aquele lugar… ❤
  • Bourbon Street & Alcohol: Já citei no post anterior, mas vale citar novamente: aqui nos Estados Unidos, não podemos beber na rua {com exceção de NOLA e acho que Vegas e só}, então pra quem mora aqui, isso é uma atração também. E na Bourbon Street você encontra muito mais pessoas bebendo, ouvindo música, e se divertindo no meio da rua mesmo – outra coisa que tô acostumada a ver em Recife e Olinda, mas aqui não. Essa rua é parada obrigatória – tanto pra diversão, quanto pra tirar foto clichê.

A série sobre a Road Trip ainda não acabou! Falta Memphis e Nashville – numa cidade nasceu o Rock, na outra, Country Music. Sim! Essa viagem teve muita história e música no roteiro! Não esquece de checar a categoria “Road Trip” pra ver todos os episódios! 😉

Curtiu?

Deixe sua opinião, sugestões, críticas, ou esculhambações, aí nos comentários! 😉

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e oTwitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

North Carolina: Lexington Glassworks 

0AD8E5B2-F265-481C-8D37-D2310D10D89B
Durante nossa passada por Asheville, na Carolina do Norte, visitamos a Lexington Glassworks, que é uma oficina de trabalhos com vidro bastante conhecida naquela região.

Infelizmente, a parte da oficina onde os artesãos fazem suas demonstrações, estava fechada naquele dia {terça-feira}. Mas pelo que pude conferir na loja, já deu pra ver que perdi um show!  

Os trabalhos têm valores variados, e são um pouquinhos salgados. Mas as peças são lindas! Deu vontade de levar tudo pra casa, mas o orçamento só deu pra um enfeite pra árvore de natal… hehehehehe

Se você quiser ver um pouco mais, eu mostro a loja e outras coisas que conferimos lá por Asheville nesse post aqui {com vídeo!}.

Curtiu?

Deixe sua opinião, sugestões, críticas, ou esculhambações, aí nos comentários! 😉

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e oTwitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

 

Road Trip Day – New Orleans {NOLA} Part I

Episode 01

E finalmente estou eu aqui para falar da cidade de New Orleans! Aquela que me lembrou um pouquinho de Brasil {tirando o frio}, e que nos acolheu para receber 2016! ❤

Photo Jan 01, 5 32 58 PM.jpg

Chegamos na cidade na quarta {30}, e ficamos até o sábado {02 de Janeiro} – e passamos por dois hotéis diferentes {vaga, minha gente! A cidade estava lo-ta-da!}. O clima na French Quarter {parte que ficamos e aconselho você também ficar por lá, viu? Vá por mim!} é muito diferente dos locais que já passei nos Estados Unidos até hoje.

New Orleans {que aparece no polêmico clipe novo da Beyoncé, e onde a Queen Bey reside atualmente!} foi marcada pela tragédia do furacão Katrina {2005}, e também pelo Movimento dos Direitos Civis {década de 60}. A cidade portuária é uma das maiores do Estado da Lousiana, e recebeu bastante influência Espanhola e Francesa durante a época de colonização dos Estados Unidos. Mas recebeu também influência dos imigrantes latinos e africanos {na época escravos} que na minha opinião, é o que deu toda vida ao lugar – pense numa cidade linda e boa de se visitar!
Photo Dec 30, 10 15 58 PM
NOLA é famosa por sua música {berço do Jazz}, arquitetura, e culinária {o camarão de lá é um dos melhores, diretamente do Golfo do México, e o Jambalaya é famosíssimo! Provei e amei! Já até fiz em casa!}. Mas é o festival do Mardi Gras – que acontece no carnaval, e é na verdade um carnaval {tá na minha lista! hahaha} que atrai um número enorme de turistas todo ano!

IMG_5652
Jambalaya
Photo Mar 11, 12 17 22 AM
Garrafa com uma bebida de levantar defunto, viu? E tamanho família! O colar é do Mardi Gras – virou souvenier.

Outra coisa – apenas um “detalhe” – sobre NOLA, é que podemos beber na rua.
Vou explicar: aqui não se pode beber na rua {ou pelo menos não se deve}. A lei é tão restrita, que na verdade, você não deve nem ter bebida alcoólica no seu carro, mesmo que fechada. A bebida deve ir na mala {pelo menos aqui em DC/Maryland/Virginia é assim. Então poder beber álcool na rua, meu amigo, dá aquela sensação de liberdade que você só tem noção quando mora aqui! E bebida lá é baratinha, olha só esses shots que bagatela!

 

 

Algo também digno de salientar, é que a cidade fica à beira do Rio Mississípi : )

Photo Mar 11, 12 17 59 AM

E tem uma rua famosa chamada Bourbon… onde acontece o fusuê 

Photo Mar 11, 12 19 27 AM

O estilo de se vestir das pessoas é um máximo! Cê vê de tudo!… O que abre espaço pra ser um pouco mais fashionista também 😉

IMG_5678
Uma doida que consegui clicar.
IMG_5682
Outra doida ^^

Olhe, foi muita vivência em menos de 3 dias, viu?! Então pra não ficar cansativo, dividi o vídeo em duas partes, e libero o próximo semana que vem, beleza?! E aí falo mais sobre a French Quarter, com dicas aqui 😉
Mas por agora, fiquem aí com a parte I

Curtiu?

Deixe sua opinião, sugestões, críticas, ou esculhambações, aí nos comentários! 😉

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e oTwitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

 

Road Trip Day 3: Birmingham, Alabama

Episode 01.png

Sweet Home Alabama… esse foi nosso segundo destino! Da Carolina do Norte {onde mostrei num post anterior}, partimos pro Alabama, mais precisamente para a cidade de Birmingham {pra eu acertar dizer e escrever esse nome foi pau}. Na maior cidade do estado, que abriga aproximadamente um quarto de sua população, visitamos dois locais muito interessantes!

  • Vulcan Park & Museum

A cidade de Birmingham ficou conhecida pela produção de ferro e aço, no início do século XX. A ideia de fazer a estátua de ferro do deus do fogo, Vulcan, surgiu com a esperança de fazer a cidade ser reconhecida mundialmente, e aumentar os negócios de exportação dos materiais produzidos por lá. A história é longa, e você pode conferir {em inglês} aqui.

  • 16th St Baptist Church & Kelly Ingram Park

O início dos anos 60 aqui nos Estados Unidos foi marcado por vários conflitos por conta da resistência da população branca em aceitar que os negros fizessem parte da sociedade, frequentassem os mesmos locais, tivessem os mesmos direitos na verdade até hoje existe essa resitência, né?! Mas enfim. No sul do país, esses conflitos foram ainda mais intensos.
Eis que Birmingham, no Alabama, foi uma cidade onde aconteceram os principais protestos liderados por Martin Luther King Jr {ativista e líder na luta pelos direitos civis}. A praça {Kelly Ingram Park} foi cenário desses protestos, e relata em suas esculturas, a trajetória dos acontecimentos que mudaram a sociedade, dando início à igualdade de direitos para pessoas negras.
Em uma das esquinas dessa praça, temos a 16th St Baptist Church {Igreja Batista}, que por ser frequentada por negros, e ter sido o ponto das reuniões dos grupos ativistas, foi alvo da crueldade dos brancos, que bombardearam a igreja em 15 de Setembro de 1963, matando 4 meninas. A igreja foi restaurada, e as meninas ganharam um monumento na praça, em honra de suas jovens vidas perdidas.
Nessa mesma área tem também o Birmingham Civil Rights Institute. Para quem gosta de história, e tem interesse no movimento dos direitos civis americano, Birmingham é uma das paradas principais. Muita história e luta.

  • Dreamland BBQ

Claro que tinha que ter uma parada em um barbecque americano! hahahaha
O da vez foi o Dreamland. Não tinha fila feito o 12 Bones, mas o lugar é bem interessante! Tem uma decoração massa com placas de carro com “frases” {meu sonho ter uma assim quando eu tiver meu carro hahaha}, tem também posters de músicos e bandas autografados, toda uma iluminação especial. Mas o que eu mais gostei foi a placa de luz dizendo “No farting” {sem peidos kkkkkkkk}.

E tem vídeo pra você conferir tudo isso aí que falei acima!

Se você se empolgou e quer fazer uma viagem dessas também, te conto aqui como planejar!
E logo mais tem vídeo em NOLA {New Orleans}!

Deixem suas opiniões, sugestões, críticas, ou esculhambações, aí nos comentários! 😉

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscreve aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live! Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

 

Road Trip Day 1 & 2: Richmond VA + Asheville NC

Episode 01

Chegando o primeiro vídeo+post da série #RoadTrip {amém}, com nossa saída de casa, parada rápida em Richmond – Virginia, e também nosso passeio por Asheville, na Carolina do Norte.

Com direito a carro trenó, oficina de vidros artesanais {lindo!}, e parada no primeiro BBQ americano da viagem, o restaurante que já recebeu a Barack e Michelle Obama, e que tinha uma fila enorme {por que será?} pra entrar.

Roteiro:
Segunda: saída de casa (Silver Spring, MD); parada em Richmond (VA) pra comer; parada em Asheville (NC) pra dormir.
Terça: Passear por Asheville – Biltmore Estate, Lexington Glassworks, 12 Bones Smokehouse (lunch); partiu Alabama pra dormir!

Fomos na Biltmore Estate, que é um dos casarões mais antigos daqui. Infelizmente não entramos {e chegamos nem perto kkkkkk} porque era o olho da cara 😦 Mas filmei um pouquinhos do Gift Shop deles {serve? kkkkk}. Muito fofo!
O Lexington Glassworks, e o 12 Bones Smokehouse merecem post exclusivo aqui, concordam? Vou postar as fotos e contar mais sobre esses dois pontos que vale a pena dar uma passada…

Se você se empolgou e quer fazer uma viagem dessas também, te conto aqui como planejar!
E pode aguardar que o próximo vídeo sai logo logo! Se inscreve lá no canal e aqui no blog pra receber as notificações, rapaz!

Curtiram? Deixem suas opiniões, sugestões, críticas, ou esculhambações aí nos comentários! 😉

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live! Add lá @bellenaamerica ;*

Xo,
Belle Azevedo.

Road Trip – O Que Você Precisa Saber


Fizemos uma road trip {pegamos a estrada de carro} de uma semana, onde passamos por 7 estados. A viagem durou 8 dias, e visitamos vários lugares!

Partimos na segunda, 28/12, de Silver Spring, em Maryland, com destino à New Orleans, na Lousiana. Paramos em 2 Estados {Carolina do Norte e Alabama} na ída, e Tennessee {onde visitamos duas cidades diferentes} na volta, terça 05/12.

O roteiro completo, e todas as cidades que paramos, e onde fomos, eu vou postar aos poucos aqui no blog. Posso adiantar que tenho muito material e dicas pra dar. Posso adiantar também que essa é uma viagem com destinos não tão procurados {especialmente por brasileiros}, mas que vale muito a pena!

Hoje eu quero contar o que é, como você pode planejar uma viagem de carro, e se vale a pena {acho que isso aí tá óbvio, né?!}.

Segue então o vídeo contando e mostrando um tiquinho da viagem pra vocês!

 

Hotéis: Ficamos em hotéis que toda beira de highway {estrada} tem. Isso não significa que não eram hotéis seguros com exceção de um que eu acho que a galera usava como motel mesmo. Todos foram menos de $100 por noite, exceto os de New Orleans, claro! Os de NOLA {New Orleans}, foram uma exceção porque eram dentro da parte chamada French Quarter {que é onde você DEVE se hospedar se for pra lá!}, e além de ser Ano-Novo, também estava rolando um evento de Futebol Americano e a cidade estava lo-ta-da. Mas isso são fatos para um post falando só da cidade onde a gente pode beber na rua e ouvir música alta, porque ela merece!
Pra ajudar, você pode sempre consultar os sites onde a galera deixa reviews, como o Trip Advisor e o Yelp. Acho válido ler o que as pessoas dizem à respeito, não só dos hotéis, mas restaurantes, bares e atrações turísticas que você está pensando em ir também! Aposto que se tivesse um site com reviews de ex namorado(a) ia bombar também! #naja

O itinerário ficou assim {e como planejei, você vê no vídeo}, e eu posso fazer um post especificamente sobre isso mais adiante – é só pedir!

IMG_4411

Olha só a lista com as cidades+estados onde paramos:
Richmond – Virginia; Asheville (só pra comer) – Carolina do Norte; Birmingham – Alabama; New Orleans – Louisiana;  Jackson – Mississippi (só pra comer); Memphis e Nashville – Tennessee;  Algum Lugar em Kentucky e em West Virginia (só pra comer).
Pela quantidade de locais, já dá pra ver que essa série de posts sobre a #roadtrip vai ser boa, né?! Aguardem…

Tem lugares que não podemos ir de carro, só de avião mesmo. Mas os locais que dá, se você tiver tempo e disposição, vai ver que é muito diferente. Você conhece cidades sem nem parar nelas!
Pra você que tá vindo aos Estados Unidos passar férias, pense sobre alugar um carro, pegar uns hotéis de beira de estrada também, e ir além do clichê! #ficadica 😉

Já estou louca esperando pelo verão! Porque tem #roadtrip de novo! E vou poder usar shorts amém!

Se tiver alguma sugestão ou dúvida, é só deixar nos comentários!

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

Xo,
Belle Azevedo.