#ProjetoEntrandoNoEixo – Rosas X Espinhos: A Maneira Como Vemos As Coisas

Eu cheguei a conclusão – antes tarde do que nunca – que a maneira como enxergamos as coisas podem fazer toda a diferença numa situação. E isso está diretamente proporcional ao fato de reclamarmos dessa determinada situação, ao invés de procurar uma solução para melhorar, ou mudar.
Dia desses saí de um grupo de facebook, o qual me era útil, mas também enchia minha timeline de reclamações. E aí vinham várias outras pessoas, se juntavam a quem fez a postagem, e quebravam o pau em algo ou alguém, fazendo com que a situação ficasse ainda pior. Aí eu me perguntava:
Será que isso é mesmo o caminho que devemos tomar? Melhor… Será que não estamos contribuindo, diretamente ou não, para a situação estar do jeito que está, ou piorando?
Trabalho desde que tinha 18 anos {hoje tenho 29}, e durante minha jornada, vi, ouvi, e vivi muita coisa. E se tem algo que aprendi durante tudo isso foi que, se a situação está ruim, devemos parar e refletir sobre o que está acontecendo, e tentar enxergar como estamos contribuindo com tudo aquilo.
Tendemos a reclamar, e achar que as coisas devem ser do jeito que queremos. As frustrações crescem, e nos cegam. Isso é no trabalho, na escola, em casa. Paramos de ver o lado bom das coisas, afundamos nossos pensamentos em amargura, intolerância.
Isso leva à que? Em certo ponto, ficamos doentes – literalmente. Nos fechamos. Dói lá dentro, o sorriso acaba.
Será que é assim que deveríamos levar nossa vida?
Eu sei que tem situações que realmente são insuportáveis – e aí cabe a gente correr atrás de mudar, mesmo que isso inclua mudar de emprego, tirar alguém da sua vida, ou magoar alguém que esperava algo de você que não é o que você quer.
Mas para o que não podemos mudar, acho que vale a pena tentar enxergar além dos espinhos, e ver a beleza das rosas.
O vídeo de hoje é sobre isso. Porque reclamar não vai te levar à lugar nenhum!

E aí? Será que vale a pena dar uma chance pra algo, alguém, ou até você mesmo(a)?

Esse vídeo faz parte da série do #ProjetoEntrandoNoEixo, onde divido dicas, para vocês e para mim, sobre produtividade, organização, e tudo que esteja relacionado à vencer na vida.
Se o projeto te interessa, clica aqui pra ver os posts anteriores, e não esquece de compartilhar – a gente nunca sabe quem está precisando de uma palavra amiga e incentivo, né verdade? 🙂

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do #BelleNaAmérica, e para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Anúncios

Morando Nos EUA – Entrevista Com Nayara do LTC

IMG_6496
Ela prometeu voltar pra casa, e não voltou.
A Nayara Espezim veio como Au Pair para passar um ano nos Estados Unidos, e já está aqui há cinco! Hoje ela é estudante, e dá aulas de inglês e dá consultoria à futuras Au Pairs através de sua escola chamada LTC – Learning And Traveling Center. Eu conheci a Nayara através do próprio site dela, o qual sou colunista {com o maior prazer}, e resolvi pedir pra ela dar uma entrevista – num sou besta!
Então ela topou, e no vídeo ela compartilha um pouco da sua vida aqui na América de cima. 

Instantâneo 1 (5-26-2016 10-01 PM)

“Engraçado que quando o avião pousou no solo americano, eu pensei – finalmente eu cheguei em casa.” – Nayara.

Gostaria de expressar aqui minha gratidão à Nay por ter gaseado um pouco da aula pra me encontrar. Adorei conhecê-la pessoalmente e papear um bocado! hahahaha

Se você está aprendendo inglês, ou conhece alguém que está, ou pretende fazer intercâmbio, a Nayara dá várias dicas em seu canal no YouTube, no site do LTC, no Insta @ltc_learning_traveling_center, e pelo Snap ltc-learning – add ela nas mídias aí pra ficar por dentro, e ainda vê um pouco de NY!

Espero que vocês tenham curtido a minha primeira entrevista ever! Logo logo vai ter mais!

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do #BelleNaAmérica, e para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

New York: Serviço de Beleza & Ensaio Fotográfico + Dicas Sobre a Cidade Que Não Dorme

IMG_4828
Esse final de semana eu fui até Nova York para conhecer 3 pessoas especiais, com as quais tive o prazer de papear, trocar experiências, e gravar uns vários vídeos {que serão liberados logo logo!}. Hoje vou falar da Débora – profissional de beleza há mais de 13 anos, e da Martha – fotógrafa profissional e uma apaixonada pela cidade que nunca dorme.

IMG_4829

Ambas moram em New York City, vivem o american dream, mas sempre correndo atrás de seus sonhos, e trabalhando duro todo dia! Ambas também são um amor de pessoa, e eu fiquei muito feliz de poder conhecê-las. Mas vamos falar um pouco de cada uma, e dos serviços que elas oferecem, caso você esteja indo visitar a cidade e precise, ok?!

16A278F1-FADA-4B9E-8CC7-5C084591B755A Débora é maquiadora, faz penteados, é depiladora, designer de sobrancelhas, e ainda leva jeito com decoração e produção de bijous – é uma se vira nos 30! Está na área de beleza há mais de 13 anos, e tem um Studio lá em Manhattan, onde atende suas clientes. É uma fofa, linda, e super paciente!
Já atendeu globais como a Fernanda Montenegro {2 vezes!}, fez trabalhos para a Vogue Brasil, e maquia modelos para ensaios fotográficos lá por NYC!

Fotos- deboramendonca.com

A Débora também tem um canal no YouTube e um Blog, onde dá ótimas dicas de beleza! E caso você queira contratar os serviços dela, é só visitar o site e entrar em contato! 😉

Agora vamos falar da Martha Sachser?
Ela está na América de cima há quase 10 anos, e mora em Nova York há quase 7! É fotógrafa profissional, ama registrar e fazer parte de momentos especiais da vida das pessoas que fotografa, e tem uma paixão indiscutível pela cidade onde mora – e por isso criou o blog NY & About, e o canal Martha Sachser, onde divide um pouco dessa sua paixão, e muitas dicas sobre a cidade, Estados Unidos, e viagens {outra coisa que ela ama: viajar!}.
A Martha também é uma fofa, e fotografa super bem! Desde pedidos surpresa de casamento {além do casamento em si}, ensaios de look do dia, festas infantis, e aquelas fotos entre um sinal vermelho e outro pra poder pegar os táxis amarelos de fundo – marca registrada de NYC. Conhece muito bem a cidade, e sabe levar os clientes pro lugar certo! Já fotografou várias blogueiras – famosas ou não, e enquanto meu ensaio com ela não sai, aqui vão umas fotos do portfólio dela – e você pode checar mais aqui.

Untitled design

Deu vontade de fazer um ensaio assim também? Entra em contato com a Martha pelo site dela!

Agora você já sabe onde se embelezar, e com quem tirar fotos em New York!
Não esquece de entrar no blog delas também! Lá você acha insta, canal do YouTube, e muitas dicas!

Eu sou Izabelle Azevedo, autora do #BelleNaAmérica, e para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Califórnia – Hollywood Hike + Santa Monica

IMG_4776

Começando a série sobre Califórnia por LA {ou Los Angeles} com uma de suas prais mais famosas – Santa Monica, e a caminhada {ou subida de morro} até o sinal de Hollywood!
O dia não começou tão cedo – até porque, chegamos de Vegas já eram umas 3 da manhã… Mas começou com a caminhada, sem protetor solar, e com uma sapatilha nada confortável – coisa que nem preciso comentar, né? Burrice total da minha parte.
A caminhada é longa, e eu resolvi ir tanto na parte de trás, quanto na frente. Acho que vale a pena fazer isso, hein?! Não só por fotos, mas pela vista lá cima que é incrível!
No fim da tarde fomos visitar a famosa Santa Monica, e eu pude ver o Oceano e o pôr-do-sol do Pacífico pela primeira vez na vida – sabe aquela coisa que você vê em filme quando é novinha, e acha que nunca vai passar daquilo: cena de filme? Sensação boa quando a gente pode viver aquilo de verdade, conhecer algo que nunca imaginaríamos que conheceríamos. Minha visita à Califórnia foi bem assim, uma mistura de emoção e nostalgia.

Hollywood Hike

Se você quiser ir fazer a Hollywood Hike, é bom ir de manhã cedo, e levar bastante água! O clima é seco, então pra desidratar é facinho – e uma vez que você tá lá em cima, não tem onde comprar água ou comida, então leva algo leve pra fazer um lanche e ajudar na glicemia. Roupas leves, tênis {não caiam na besteira que caí de não ir de tênis, hein?}, protetor solar e labial, e muita disposição pra que você vá até o topo e volte sem problemas. Destine 3 horas do seu dia só pra isso. E não esquece a câmera, hein?
IMG_4783

Santa Monica

Santa Monica é um local que você com certeza deve ir! O ideal é deixar o carro por lá, pegar a bicicleta, e ir até Venice Beach pra assistir o pôr-do-sol e voltar – mas a belezinha aqui tava com preguiça, e a gente acabou se atrasando na hike. No Píer você encontra o Churros do vídeo {delícia por $3,50}, lojinhas pra comprar lembrancinhas, e o parque. A rua que a gente foi tem um shopping center MA-RA se você quiser dar uma olhada nas coisas. Como mencionei, me empolguei na Forever 21 de lá, porque eles não têm as mesmas coisas aqui, e pirei com as bijous deles {bijou é meu ponto fraco!}. Se você não quiser fazer o passeio até Venice, vale a pena levar uma toalha, cobertor {vento frio por lá, só pra deixar de aviso}, e sentar naquela areia deliciosa pra assistir o sol ir embora.
IMG_4784

Endereço:

E por aqui encerro o primeiro post da série Califórnia. Ainda tem mais uns 4…

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

#ProjetoEntrandoNoEixo – Achando o Gatilho

IMG_6323Olá pra você que estava esperando ansiosamente por mais um post do #ProjetoEntrandoNoEixo! Aqui estamos de volta à nossa batalha de atingir metas e vencer na vida!
O vídeo de hoje fala de *gatilho* – o que seria esse gatilho, e como esse danado pode nos ajudar?
Bom, só assistindo o vídeo pra saber…

E aí? O que achou? Já começou a pensar no seu gatilho?

Se você curtiu esse projeto, não esquece de compartilhar com a galera, e não esquece de se inscrever lá no canal e aqui no blog pra ficar por dentro das postagens!
Se você perdeu algum vídeo, aqui você acha a lista de posts referente ao projeto.
Deixa sua sugestão, pergunta, elogio ou reclamação aí nos comentários. 😉

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Boa do Sábado -Sobremesa de Preguiçoso

Quer uma dica besta, mas boa? Aqueles dias que você tá com preguiça, mas ainda assim tá querendo uma sobremesa legal, que tal pegar aqueles waffles congelados, jogar na torradeira, esquentar, e adicionar sorvete? Rápido e prático! E se você mora por aqui, fica barato também! 😉

bellenaamerica.com

Usei o novo Waffle Eggo que tem chocolate chips e morando dentro, e adicionei meu sorvete preferido da Haagen-Dazs – dulce de leche.
Olhe… que delícia! Matei minha vontade! hahaha

IMG_7388

Falei que a dica era boba, mas boa, vai?!

P.S.: Esse post não é publi. Queria eu! kkkkkkkkkkkk. Mas todo sábado vai ter uma boa aqui – mesmo que seja assim, boba…

Curtiu o post? Tem uma dica boa pra um sábado? Compartilha comigo!

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!
Também tô no Periscope, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Trabalhando Nos EUA – Como Abri Meu Negócio de Professional Organizing

IMG_4767

Hoje eu começo aqui uma série sobre trabalhar nos Estados Unidos, e o primeiro post é sobre a minha atual profissão – Professional Organizer.
No vídeo abaixo eu conto como cheguei no ponto de virar uma entrepreneur {empreendedora}, e meu depoimento sobre o mundo do business que eu acabei entrando.
Só acrescentando um detalhe: eu comecei a trilhar esse caminho em Julho do ano passado {2015}, e só tive a coragem de me dedicar à isso quase que exclusivamente {afinal, também tenho esse blog e o canal do youtube que toma boa parte do meu tempo} no final de fevereiro/início de março. Foi a melhor decisão que tomei, por mais que dê medo na barriga, eu vi que se você não pula, a coisa não anda. E não anda mesmo. Feliz que tomei coragem!

Como falei no vídeo, ter seu próprio negócio não é fácil, afinal, você vai ter que cuidar de tudo – pelo menos no início. Início esse que não vai ser fácil, nada no começo é.

  • Seja lá que tipo de negócio você pensa em abrir, você irá precisar de capital para investir em:
    Registro da empresa {DBA, LLC, etc};
    Seguro {se necessário};
    Capacitação {se necessário};
    Website {FUNDAMENTAL!};
    Marketing online e offline;
    Material de trabalho em geral.
  • Pesquisar sobre o campo que você quer investir é fundamental, e pesquisar sobre negócios e marketing, também. O Google tá aí pra isso, e os grupos de Facebook também – cheio de gente disposta a ajudar. Eu tenho o caderno onde faço minhas anotações, resumos, e listas do que preciso pesquisar. Anotar tudo é muito importante! Tipo um diário, só que do seu negócio.
  • Eu li livros também, dos quais recordo de dois, e recomendo:
    Open For Business! Organizing For The New Professional – Betsy Fein;
    The Secret Of Tidying Up – Kim Tyler
  • Websites de cursos para Professional Organizers sempre têm algo gratuito pra oferecer, e eu adorei o blue print e alguns vídeos que achei no site do  Profitable Organizer – eventualmente eu ganhei o curso, e tive certeza que teria valido o investimento se tivesse a grana na época {sorte minha que acabei ganhando esse help}. O curso completo ensina a montar website, montar campanha de marketing, e tem várias vídeo aulas com profissionais da área dando dicas.
  • Seguir outras pessoas que trabalham com a mesma coisa nas mídias sociais como Facebook e Instagram, além de ler blogs de organização, é uma coisa que recomendo muito! Meu site é esse, meu insta é @iamaneataholic, e meu esse é meu Facebook.
  • Podcasts: se você procurar, acha podcast de tudo que é assunto. Negócios, marketing, e professional organizing também. É uma ferramenta gratuita, e você pode ouvir até enquanto dirige.
  • Certificação e associações: não é exigido, como menciono no vídeo, mas é sempre bem-vindo. Você pode se associar à NAPO pra ganhar credibilidade também, mas pra ser profissional reconhecida deles, você precisa comprovar uma quantidade enorme de horas.
  • Na hora de achar clientes, o meu grande aliado é o Google Adwords – são anúncios onde pessoas aleatórias que procurar por organizadoras na sua área irão te achar, e você paga por cliques. Por conta disso, o ideal é que seja muito bem arrumado pra você não sair perdendo. Eu tenho uma pessoa que me ajuda nessa parte, e é um investimento que eu prefiro fazer, mas que tenho certeza que vou ter retorno.
  • Você pode cobrar por hora, ou por projeto. O valor da hora varia de região pra região. Aqui em DC a média é $50/h. Eu cobro $45/h, mas sei de pessoas que cobram bem menos, mas que não necessariamente são profissionais – “organizam” colocando as coisas de volta no lugar e pronto, e isso não é ser profissional na área {como digo no vídeo}.

O primeiro de tudo que você precisa ter é prazer por organização, e saber que você vai encontrar pelo caminho pessoas que precisam muito da sua ajuda. Se você não viu o vídeo, tira um tempinho pra ver.
Se você se interessou, o negócio é botar a cara no sol, sem medo de ser feliz. Lembra que o começo vai ser difícil, mas as coisas precisam de tempo pra dar certo – e dedicação, MUITA dedicação. Caso você descubra que não é pra você, sem problemas – não é pecado recomeçar, ao contrário, acho que pecado é permanecer num caminho que não te faz feliz.
Hoje eu ainda pego trabalhos de babysitting como extra à noite, não só pelo dinheirinho a mais, mas também porque você não sabe o dia de amanhã.

Se você gostou desse post, não esquece de compartilhar com quem talvez esteja precisando da informação. Deixe também sua sugestão, dúvida, elogio ou reclamação aí nos comentários. Blz?!

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Road Trip – Vegas, Baby

Sim! #eufui #eutava em VEGAS!
Foi um bate e volta muito louco, mas deu tudo certo e adorei conhecer um pouco da cidade badaladíssima!

Saímos de Los Angeles {Califórnia} ainda pela manhã, porém não tão cedo, e demos umas paradas no caminho pra usar banheiro, comer, abastecer, e tirar fotos {claro}. A estrada acaba tornando-se agradável com as montanhas e cenário de deserto.

IMG_4744

São 4 horas e meia de viagem, mas eu recomendaria contar como 6 horas por conta das paradas. Lembre de encher o tanque do carro ainda na cidade, quando chega na parte de estrada, no deserto, as coisas começam a ficar mais distantes, e em certo ponto fica longe de um posto pro outro. Você não quer correr o risco de ficar sem gasolina no meio da rua, né?!

Chegamos em Vegas mais de 4 da tarde, e pegamos um temporal quando paramos o carro para tirar foto no Vegas Sign {foto lá de cima}. Foi quase uma hora perdida esperando a chuva {que chuva!} passar. Mas conseguimos, e de lá partimos pro Hooters Casino Hotel, onde paramos o carro {de graça} e jantamos.
E aí? Usar as canelas e andar pra cima e pra baixo nas ruas principais!

IMG_4746

Eles tem umas cidades cenográficas {acho que posso chamar assim} tipo essa com New York de plástico {sério! kkkkk}.

IMG_4748

Esse prédio me fez sentir na Rússia de verdade. Mesmo sem nem nunca ter ido lá…

IMG_4747

A cidade é cheia de luzes, glamour e pecado – não é à toa que dizem aquela frase “What happens in Vegas, stays in Vegas” ou “O que acontece em Vegas, permanece em Vegas“.
Acho que a maioria das pessoas que visitam, vão em busca de diversão, baladas e uns bons drinks. No meu caso, senhora casada, recatada e do lar fui só pra conhecer e levar vocês mesmo. #santa

IMG_4749

Não entrei no Hard Rock de Vegas, mas olhe, passe na frente, e vi que essa guitarra aí é mágica – reparem no vídeo, ok? Se não  entender, volta até sacar, blz? [rindo horrores. sorry]

IMG_4750

E o nosso passeio turístico terminou onde? Nele: Bellagio.
Passamos quase 1 HORA esperando a tal das águas, mas valeu a pena. Nessa noite eles tinham uma apresentação especial, e vou postar o vídeo só com isso lá no face, ok? Aproveita e curte a página. 😉

Mas parei de enrolação. Segue o vídeo do #vlog

Se você está visitando Los Angeles por alguns dias, vale a pena alugar um carro e passar um fim de semana em Vegas. Com menos de 50 Obamas você vai e volta, e hotel lá {tipo o Hooters} não é caro não – dá pra pegar uma noite por $70 em média. Se você vai com mais gente, o negócio, além de ficar mais divertido, fica mais barato. 😉
Mas olhe, vá. Vá nem que seja nesse bate e volta, que você não vai se arrepender.

Se curtiu, não esquece de dar um like no post. Também pode deixar sua opinião, dúvida, ou sugestão nos comentários.

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

Tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.

Estudar Nos Estados Unidos – Rihanna Abre Programa de Bolsas de Estudos Para Faculdades Americanas

Que a RiRi ama o Brasil, a gente já sabia. Mas depois desse anúncio, até quem não gosta da cantora vai ter que dar o braço a torcer e aplaudir a atitude. É que a Rihanna, através de sua
Fundação Clara Lionel {CLF}, estará contemplando estudantes de Barbados, Haiti, Cuba, Guiana, Jamaica, Estados Unidos, e BRASIL!!!, com bolsas de estudos que variam de $5.000 a $50.000!!!

Para concorrer as vagas {que pelo que entendi, ainda não se sabe a quantidade, mas ela espera que seja o maior número possível}, os participantes já devem estar matriculados em algum programa de duração de quatro anos de alguma faculdade ou universidade americana para o ano de 2016 ou 2017.

As inscrições já estão abertas, e vão até o próximo dia 10 de junho. À princípio, serão escolhidos 50 finalistas para a bolsa integral. Dentre os critérios de classificação, serão checados currículo acadêmico e participação escolar, além de experiência de trabalho, e os felizardos devem ser anunciados em agosto.

Ter a possibilidade de dar como presente educação, é na verdade uma honra.” disse a Rihanna. E os fãs ganharam mais um motivo para ir aos shows da turnê ANTI. 😉

Para mais informações, é só ir ao site da Fundação.
Fonte: USA Today

Para mais notícias quentes como essa sobre estudar na América de Cima, dentre outras coisas sobre a vida aqui, não esquece de se inscrever no blog e seguir o @bellenaamerica no Twitter e Insta, e no snap iammissbelle.
Para entrar em contato é só mandar um email para bellenaamerica@gmail.com.

Por Izabelle Azevedo – bellenaamerica.com

Morando Nos EUA – Casamento Indiano

IMG_4711

Quem me acompanha nas redes sociais {especialmente no snap – iammissbelle} viu que esse fim de semana eu tive a oportunidade de participar de um casamento indiano. E por que eu chamo de oportunidade? Porque é uma experiência e real oportunidade de conhecer e vivenciar um pouco de uma cultura diferente da nossa, mesmo que por um fim de semana. E é por isso que estou compartilhando aqui um pouco do que vi – e aprendi. Deixando claro que estou apenas contando como foi, e o que achei.

henna-691901_1280
Pintura de hena nas mãos da noiva – uma das cerimônias. Photo: pixabay

O casamento, que foi Hindu, teve suas celebrações iniciadas na quinta-feira {pelo menos para os convidados em geral}. Da quinta ao sábado foram seis eventos, os quais participei de quatro:

Sangeet – é a festa dada na noite anterior ao dia do casamento, com muita música, comida e bebida. Os indianos são MUITO animados e, pelo que vi, adoram dançar! Me diverti horrores nessa festa! Fora que era um look mais lindo que o outro. Os noivos estavam combinando os trajes {de verde e dourado}, e os pais da noiva também {de vermelho e branco}.

IMG_4714

A festa foi numa área aberta do Resort onde foram realizadas todas as festividades, e a decoração e iluminação estavam perfeitas!

IMG_4715
Na foto da direita, a noiva.

Baraat – Essa é a cerimônia de chegada do noivo e sua família, e começou uma hora antes do casamento, às 9 da matina. Na verdade, é uma procissão. O noivo chega à cavalo, ou de elefante, geralmente. Mas nesse caso, eles “chegaram” numa Ferrari vermelha mesmo {pu ro lu xo}.

Antes do noivo ir para o salão onde acontece a cerimônia do casamento, eles fizeram outros rituais, demora um pouquinho…

Wedding {casamento} – A cerimônia durou duas horas, e teve um total de 15 rituais {recebemos um cartão com todos os nomes e explicações dos rituais}. Pelo que pude ver, a cerimônia fala muito sobre a futura vida juntos, divisão de finanças, inclusão das famílias, prosperidade, e amizade. Achei bem interessante. Eles também trocam votos e anéis, mas os rituais vão muito além disso. A noiva estava linda, de vermelho, com bastante acessórios. A família do noivo senta junto aos noivos, e participa de algumas partes dos rituais. Família pra eles é uma coisa muito importante.

IMG_6180

A cerimônia foi dentro de um salão enorme, para caber todos os convidados. A decoração também foi puro luxo. Uma pena que perdi as outras fotos… {mas quem acompanhou no snap pôde ver bastante!}.

 

Recepção – tivemos seis horas entre o casamento e a recepção, que foi mais luxo ainda. A decoração, iluminação, música, arrumação das mesas, tudo impecável! As roupas dos convidados também estavam super arrojadas! Os indianos colocam seus melhores trajes e adereços para a festa de casamento, e dançam e bebem a noite inteira.

IMG_4722

Não demorei muito na festa, mas deu pra ver que rendeu. Também não jantei, porque como vocês podem ver, o menu é todo de comida indiana, e eu não curto não {também foi a única coisa que não curti – a comida deles, que é bem apimentada}.

Looks:

Quando eu recebi o convite pra ir à um casamento indiano, pirei logo! Quais roupas usar? Vários eventos, 3 looks diferentes, e eu deixei pra comprar vestidos de última hora!
Dei uma pesquisada antes, e muita gente disse que eu poderia usar roupa indiana, mas que não aconselharia, fora que o sari é difícil de vestir. Também tinha ouvido que vestido curto e decotes não era aconselhável – então tinha que ser longo? Não pra esse casamento, que era um pouco menos tradicional. Nada como perguntar ao noivo antes. 😉
Para a festa na sexta eu usei um vestido que já tinha {e que já está bem rodado}, comportado em cima, mas um pouco acima do joelho… Era verde musgo, então coloquei um maxi colar e brincos dourados, e dei aquele tchan na make. Olhe, recebi vários elogios das indianas, viu?

IMG_4723

Para a chegada do noivo + cerimônia, já que eram eventos pela manhã, optei por um vestido mais solto, mas com cores, um salto plataforma, e maquiagem leve. As pessoas estavam bem à vontade, então acertei novamente.
Já para a festa, usei um vestido mais legalzinho, né? Confesso que escolhi esse porque depois de seis horas procurando, achar um vestido que caiba, já quase com o shopping fechando, é um sinal que não deve ser ignorado kkkkkkkk’. Adicionei um lenço {que comprei no tempo livre entre o casamento e a festa} pra não ficar tão descoberta, fora que tava um friozinho. Os detalhes da maquiagem, sapatos, e bijous, foi o que deu toda a diferença.

Local do casamento: Apesar dos noivos morarem num estado vizinho ao nosso, aqui na Costa Leste, o casamento foi num resort em Palm Springs, na Califórnia {2,5 horas de Los Angeles}. O hotel é lindo, e tem uma vista exuberante das montanhas do deserto californiano, pra onde quer que você olhe. Enquanto eu estava lá, a única coisa que eu podia dizer era “Se fui pobre, não lembro” – tava difícil mesmo de lembrar… kkkkkkkkkkkkk’

IMG_7361
Jardim do hotel – se fui pobre, não lembro. 

O casamento indiano acabou entrando pra minha bucket list, mesmo depois de eu já ter realizado. Descobri que é uma experiência única, e que vale muito a pena. Ainda bem que um dos melhores amigos do Ben é indiano… lol

Se você curtiu esse post, estou elaborando uma série de artigos sobre como é morar nos Estados Unidos. Fora os posts sobre viagens, intercâmbio, e o projeto entrando no eixo que vai voltar com tudo essa semana!

Para atualizações diárias, é só seguir o Instagram e o Twitter @bellenaamerica, e o snap iammissbelle. E também se inscrever aqui no blog e no canal do Youtube pra não perder nenhuma postagem!

NO-VI-DA-DE: tô no Periscope também, e tô doida pra fazer um live!
Add lá @bellenaamerica 

Xo,
Belle Azevedo.